By 

Disney pede patente de Lightsaber funcional para Star Wars Land


Não importa se você está mais para Team Disney ou Team Universal Studios. Assim como em tantas áreas do mundo dos negócios, a existência de dois concorrentes de peso num mesmo mercado pode ser extremamente benéfica para os envolvidos.

Por muitos anos, esta dita concorrência quase não afetava o Walt Disney World Resort em Orlando, que reinava solo em termos de inovação, satisfação de visitantes, aumento de receita, e todos os aspectos determinantes para o sucesso de um parque temático. Até que o Universal Studios se saiu melhor na disputa pelo direitos de Harry Potter nos parques, e o resto já está virando história. O mundo dos parques temáticos foi afetado de maneira quase sem precendentes até então e está transformando indústria como um todo.

Saiu de cena a pretensão dos parques em revelar aos visitantes os bastidores do cinema. Mote este por trás do Disney Hollywood Studios, Universal Studios Florida, Walt Disney Studios Park (em Paris), só para citar alguns. Os visitantes puderam passar a sentir um gostinho de como é estar DENTRO de suas franquias cinematográficas preferidas.

Não queremos mais saber como é possível Harry, Ron, Hermione e companhia lançarem feitiços de maneira realista nas telas e sairem voando em sua vassouras. É nossa vez de passar pelas mesmas exatas experiências e sermos imersos nesses universos complexos e maravilhosos que vemos nas telas. É nossa vez de sermos os protagonistas dessas histórias incríveis.

O que isso tem a ver com Star Wars?

Depois de anos vendo a vizinhança se deleitar com o sucesso de Harry Potter em seus parques, a Disney finalmente tem uma carta na manga que a pode colocar novamente no topo no ramo: Star Wars.

Star-Wars-Park-Disneyland-01-CONCEPT0516

A franquia vem em dose dupla para os parques Disney (na Flórida e Califórnia) num futuro próximo. E virá seguindo à regra a nova tendência, com a promessa de humanóides, alienígenas e andróides realistas povoando as áreas, que por sua vez estará cheia de prédios familiares da saga, Stormtroopers, Tauntauns, leite azul, e tudo mais que uma mente fanática por Star Wars possa imaginar!

Um fã mais atento vai perceber que deixamos de mencionar um dos elementos mais marcantes do mundo de Star Wars. LIGHTSABERS! Pois lightsabers funcionais (ou sabres de luz) farão parte da Star Wars Land. Quem deu o furo foi o PatentYogi, site gringo especializado em revelar pedidos de patentes das grandes empresas. O pedido foi feito em nome da Disney Enterprises e pode ser visualizado na íntegra clicando aqui.

Como funcionarão os Lightsabers

Para conseguir levar Lightsabers funcionais para as mãos do público, a Disney inventou um sistema de projeção que interage com o público como num treinamento Jedi. Pense em algo como essa cena se tornando realidade nos parques:

Prepare-se, que a explicação para podermos vivenciarmos isso ao vivo e a cores ficará um pouco tecnológica…

Para esse sistema de projeção funcionar desta maneira, a Disney irá instalá-lo em drones que estarão voando sobre nossas cabeças. E mais, o ar entre nós e os tais drones precisará estar preenchido com algum material “particulado”, tipo vapor de água, nitrogênio líquido, poeira, névoa, ou algum outro material incolor e que não nos afete de maneira alguma. E aí começa o show.

Algumas pessoas (sortudas) receberão lightsabers capazes de emitir raios de luz infravermelhos por meio de LED em direção aos drones. Quando estes LED forem acionados, os sensores dentro dos drones serão ativados. Com isso, sabem a posição dos Lightsabers e são capazes de projetas raios de luz em direção a eles. Normalmente, isto não poderia ser visto a olho nu. Porém, por conta dos tais “materiais particulados”, essa luz ficará visível quando atravessar a tal nuvem de vapor d’água, por exemplo. Isto nos dará a impressão de que estamos sendo atingindos por dezenas de feixes de luz e poderemos nos defender deles com nosso Lightsaber em tempo real. Eles estarão interagindo de maneir sincronizada com o projetor e irão acender e fazer barulhos quando atingidos pelos feixes de luz.

Dá para ir além, inclusive. A Disney também está criando um colete interativo, que estará coberto de sensores que também podem interagir com o sistema de projeção:

araig-vr-impact-vest-kickstarter-2

Não conseguiu se defender de um dos raios com seu Lightsaber? Esse sensores serão acionados e você sentirá o efeito dos raios diretamente em seu corpo! Sensacional, não? É como se o show atual do Jedi Training – que encontramos atualmente nos parques – fossem levados a um nível. Mais interativo, impossível!

Este é apenas um dos usos possíveis da nova tecnologia patenteada pela Disney, e a resposta da empresa às varinhas que funcionam “de verdade” no Universal Studios.

Como dissemos no início do post, nada como uma boa e velha concorrência para melhorar nossas vidas nos parques temáticos, não é? Fiquem ligados aqui no Parkaholic para mais novidades dessa incrível tecnologia no futuro.

 


VEJA TAMBÉM

Filme Up – Altas Aventuras ganha show no Animal Kingdom
December 12, 2017
Disney leva quatro Prêmios Thea por atrações de Avatar, Frozen e Guardiões da Galáxia
December 05, 2017
Disney cria tecnologia para deficientes visuais “sentirem” shows de fogos de artifício
November 21, 2017
International Festival of the Arts retorna ao Epcot em janeiro
November 16, 2017
Mickey celebra aniversário mais uma vez nos parques Disney
November 03, 2017
Pixar invade o Disney California Adventure em 2018
November 03, 2017
Disney Hollywood Studios terá restaurante inédito na Toy Story Land
October 26, 2017
TOP 5 – Atrações novas nos parques de Orlando em 2018
October 19, 2017
Stitch Encounter (Shanghai Disneyland – Tomorrowland)
October 18, 2017

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *